Editorial    |    Perfil    |    Pauta    |    Edições    |    Assinatura    |   Mídia Kit    |    Contato

 

CLICK NA CAPA E ACESSE NOSSA EDIÇÃO !

SOLICITE UMA PROPOSTA DE PUBLICIDADE

ATRAVÉS DE NOSSOS EMAILS:

editor@revistaconstrutores.com.br

comercial@revistaconstrutores.com.br

 

 

os a serviço da CONSTRUÇÃO

 
DESTAQUE

Desafios abordados

no 88º Enic

Os desafios do presidente interino Michel Temer e os erros da presidente afastada, Dilma Rousseff, deram a tônica do primeiro painel do 88º ENIC (Encontro Nacional da Indústria de Construção), que se propôs a debater o crescimento sustentado e reformas que o país precisa implementar.“O próximo presidente tem que vir a público dizer que estamos em uma emergência fiscal”. A avaliação é do economista e consultor internacional de negócios, Cláudio Frischtak, que proferiu palestra.

O evento, promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), com realização do Sinduscon Paraná-Oeste, acontece em Foz do Iguaçu (PR) e reúne especialistas e representantes da indústria. Nos debates, que envolvem as Comissões Técnicas da CBIC e co-realizados com o SENAI Nacional e SESI Nacional, são discutidas propostas para ajudar o setor e o Brasil a saírem da crise econômica atual.

Para Frischtak, o novo governo de Michel Temer tem a chance de construir as pontes para atrair os investimentos que o Brasil precisa para voltar a crescer. Ele elogiou os nomes que foram apresentados até agora para compor a nova equipe, avaliando que eles são um quadro “razoável” para enfrentar a crise que o país enfrenta. O principal nome na área econômica será Henrique Meirelles. O ex-presidente do Banco Central, comandará o Ministério da Fazenda.

Na avaliação do economista, os grandes desafios do governo Temer serão estabilizar a trajetória da dívida pública, conter a alta do desemprego e retomar o crescimento econômico. Para isso, destacou, precisará já reverter o discurso da presidente afastada Dilma Rousseff, que, na avaliação dele, jamais reconheceu o tamanho da crise nas contas públicas.

 

 

 
 
 
37 ANOS DIVULGANDO INFORMAÇÕES DO SETOR...

oooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo